genio.feitio@gmail.com

quarta-feira, 17 de junho de 2009

o início

eu não tenho mau feitio, não sou má, não desejo mal a ninguém e não rezingo. O que eu tenho é mau génio. Sou uma impaciente com uma pachorra invejável. Fervilho por dentro quando estou à espera que aconteça algo, mas acabo sempre por esperar muito mais tempo do que o que achava capaz de suportar. Sou boa pessoa, ajudo sempre que posso quem precisa de ajuda. Desculpo e perdoo. Acho sempre que para a frente é que é caminho e os passos do passado só servem para acertar rotas futuras. Depois há umas alturas em que me salta a tampa [que é como quem diz o mau génio], encho, farto-me e expurgo tudo o que me morde por dentro. Faço cara de poucos amigos, fico mal comigo e com o mundo, mas não chateio. Fecho-me na concha, enrolo-me sobre mim e acendo o néon: "Não me digam nada" e se seguirem o conselho eu mantenho-me sossegada e não rosno a ninguém, porque morder é que não mordo.

6 comentários:

André disse...

és tão tu :) beijo

@na disse...

[sou, não sou?] ;))

Elizabete Roque disse...

Existem muitas pessoas que não entendem os sinais de aviso. Não percebem o agora-deixem-me-em-paz-que-estou-de-neura-mas-isto-já-me-passa sem que lho exxpliquemos com todas as letras e imploremos espaço e silêncio... Felizmento ainda há quem me vá conhecendo e acabam por deixar-me sossegada no meu canto. Eu e a minha neura. Por isso, também te entendo... :)
Beijinho

@na disse...

;)

Mãe da malta disse...

:)

sim!

@na disse...

:) bem vida Mãe

arquivo